Fazemos funcionar o que é importante*

Perguntas frequentes sobre fonte de alimentação ininterrupta

Aprimore seu conhecimento sobre proteção de energia e analise os elementos cruciais dos sistemas de energia ininterrupta (UPSs) para garantir proteção ao que importa quando realmente importa. Desde o faseamento até a classificação de energia, da topologia aos fatores de forma, ajudamos a aumentar o seu conhecimento sobre tudo que se refere a UPSs. 

O que é uma fonte de alimentação ininterrupta?

Uma fonte de alimentação ininterrupta ou um sistema de UPS é um aparelho elétrico que fornece energia de emergência para uma carga quando houver uma falha na fonte de energia de entrada ou na rede de energia elétrica pública. Um sistema de UPS executa três funções principais: condiciona a energia suja de entrada proveniente da concessionária de energia elétrica para fornecer energia limpa e ininterrupta, oferece energia instantânea para compensar quedas ou interrupções de energia por curto prazo, e permite o desligamento perfeito do sistema durante uma interrupção total de energia.

Qual é a diferença entre UPSs monofásicas, UPSs trifásicas e UPSs de fase dividida?

 Fases de uma UPS, como uma UPS monofásica ou uma UPS trifásica, descrevem o número de fases elétricas que uma UPS recebe e transmite. As concessionárias de energia elétrica geram energia trifásica, pois esta é a maneira mais eficiente de transportar eletricidade por longas distâncias. Para grandes consumidores de energia, como grandes datacenters, indústrias e hospitais, a energia permanece como trifásica, o que exige uma UPS trifásica. Para consumidores de energia menores, tais como edifícios residenciais ou comerciais e a maioria das escolas de ensino fundamental e médio, a energia é convertida em energia monofásica.

Algumas aplicações incluem uma mistura de equipamentos monofásicos e trifásicos e exigem uma UPS que possa proteger ambos. Para essas implementações, uma UPS de fase dividida, que possa fornecer simultaneamente saídas de 120 V e 208 V, é geralmente a melhor opção.

De que tamanho é a UPS ideal para você?

As UPSs recebem uma classificação de energia em volt-ampères (VA) que varia de 300 VA a 5.000 kVA. Esta classificação representa a carga máxima que a UPS pode suportar, mas não deve corresponder exatamente à carga de energia que você tem. Para permitir espaço para crescimento, a melhor prática é escolher uma UPS com uma classificação de VA que seja 1,2 vez a carga total que ela deve suportar. Se a UPS for utilizada para suportar motores, transmissões de velocidade variável, aparelhos de imagem para uso médico ou impressoras a laser, adicione capacidade de VA para levar em conta o influxo repentino de alta energia que ocorrerá quando esses aparelhos forem ligados.

As empresas que preveem crescimento rápido devem usar um multiplicador superior a 1,2. Os hardwares de servidores mais recentes tendem a ter requisitos de energia mais altos que os modelos mais antigos. Portanto, o fato de considerar um VA adicional resolverá o problema da adição de equipamentos extras e mais modernos.

Você sabe a diferença entre VA e watts?

Assista a este vídeo rápido que ensina a importância de entender a diferença entre VA e watts.

Quais são os diferentes tipos de UPS?

Os sistemas de UPS são agrupados por topologia, que se refere a como a UPS e a energia da concessionária de energia elétrica funcionam em conjunto. Isso se traduz no nível de eficiência e confiabilidade que você pode esperar da sua fonte de energia. Há cinco tipos principais de topologias de UPS:

UPSs “standby” permitem que os equipamentos operem com a energia da concessionária de energia até que a UPS detecte um problema, momento em que ela muda para energia da bateria para proteger contra quedas, picos ou interrupções. Esta topologia é mais adequada para aplicações que exijam backup simples ou com equipamentos menos sensíveis, tais como os utilizados em escritórios pequenos/domésticos e em pontos de venda.

UPSs “line-interactive” regulam ativamente a tensão, seja aumentando ou diminuindo a energia da concessionária de energia, conforme necessário, antes de permitir que ela passe para o equipamento protegido ou recorrendo à energia de bateria. Modelos “line-interactive” são ideais para aplicações em que é necessário obter proteção contra anomalias de energia, mas a energia da concessionária de energia é relativamente limpa. Gabinetes de comunicação com quadro principal de distribuição (Main distribution frame, MDF) e quadro de distribuição intermediária (intermediate distribution frame, IDF) , gabinetes de comunicações e servidores não centralizados e salas de rede e gabinetes gerais de TI são ideais para esta topologia.

UPSs “online” fornecem o mais alto nível de proteção por isolarem os equipamentos da energia bruta fornecida pela concessionária de energia — convertendo energia de AC em CC e, novamente, em AC. Ao contrário de outras topologias, este método de conversão dupla proporciona tempo de transferência zero para a bateria para equipamentos sensíveis, pois a eletricidade já está vindo da UPS. A topologia de UPS de conversão dupla on-line é ideal para equipamentos e locais essenciais onde a energia da concessionária de energia é ruim ou pouco confiável.

UPSs ferro-ressonantes operam de forma semelhante às UPSs “line-interactive”, com exceção de que um transformador ferro-ressonante é usado para condicionar a saída e manter a energia por tempo suficiente para cobrir o tempo entre a mudança da energia da rede elétrica para a energia da bateria, o que significa efetivamente uma transferência sem interrupção (no-break). Muitas UPSs ferro-ressonantes têm de 82% a 88% de eficiência e oferecem excelente isolamento. Embora não seja mais o tipo de UPS dominante, essas unidades robustas ainda são usadas em ambientes industriais, tais como os setores de petróleo e gás, petroquímico, químico, concessionárias públicas e indústria pesada.

UPSs multimodo são consideradas a melhor escolha para empresas que buscam alcançar o equilíbrio ideal entre eficiência e proteção. Os dois modos que compõem essas UPSs são o modo econômico de alta eficiência e o modo “premium” de proteção de energia. A UPS pode alternar entre esses dois modos automaticamente quando detecta problemas na energia da concessionária de energia. Este recurso pode reduzir significativamente o valor das despesas operacionais.

Precisa calcular sua carga elétrica total?

Devo instalar uma UPS com montagem em rack ou em torre?

Vamos falar sobre fatores de forma! Fatores de forma se referem à orientação do formato da UPS e como ela está instalada. A maioria das UPSs se enquadra em uma de duas categorias de fator de forma: montada ou torre.

As UPSs montadas podem ser instalados em um rack de servidor ou na parede. Estas são geralmente monofásicas, mas a Eaton oferece algumas UPSs para montagem em rack – BladeUPS, Eaton 9PX e Eaton 9PXM – que são trifásicas ou UPSs de fase dividida. A UPS montada em rack é ideal para organizações que buscam economizar espaço consolidando equipamentos em um rack ou gabinete ou utilizando o espaço da parede, tradicionalmente subutilizado.

O fator de forma em torre está disponível para UPSs em praticamente todos os tamanhos. Desde UPSs SOHO pequenas até UPSs para datacenters, que são grandes demais para caber em um rack, o fator de forma em torre é uma maneira popular de economizar espaço nos gabinetes para racks ou de implementar UPSs únicas para uma arquitetura de proteção de energia descentralizada.

Como escolher a UPS correta?

Escolher uma UPS é muito mais do que decidir qual tamanho e fator de forma utilizar. Os recursos extras presentes nas UPSs da Eaton podem ajudá-lo a reduzir o número de opções desde um grupo de UPSs que protegerão seu equipamento até a solução de UPS ideal para sua aplicação específica.

UPS com tempo de autonomia estendida

A maioria das UPSs é equipada com baterias internas para suportar as cargas elétricas por 10 a 15 minutos de tempo de autonomia. No entanto, para algumas aplicações, é necessário dispor de mais bateria reserva.

Módulos de baterias estendidas (Extended battery modules, EBM) são baterias adicionais que podem ser conectadas a uma UPS para aumentar o tempo de autonomia. Dependendo da porcentagem da carga total da UPS que esteja sendo utilizada e do número de EBMs conectados, uma UPS pode facilmente atingir um tempo de autonomia de várias horas. 

UPS compatível com o gerador

Se houver espaço disponível, o emparelhamento de um gerador com uma UPS garante que o sistema de energia reserva esteja pronto para enfrentar qualquer interrupção de energia imaginável. Quando uma UPS e um gerador são implementados em conjunto, a função da UPS é manter a energia por um a cinco minutos, ou seja, o tempo necessário para o gerador ligar.

Nem todas as UPSs se emparelham bem com um gerador. Confira seis considerações para obter harmonia entre o gerador e a UPS e saiba mais sobre como escolher uma UPS para o seu gerador.

UPS com baterias de íons de lítio

As baterias de chumbo-ácido reguladas por válvulas (VRLA) foram, durante muito tempo, a tradicional escolha de baterias para UPS no setor. Como alternativa, a Eaton agora vem oferecer as baterias de íons de lítio. As baterias de íons de lítio têm vida útil mais longa, ocupam área menor e requerem menos tempo de recarga em comparação com as baterias VRLA. Durante o ciclo de vida de uma UPS, a bateria de íons de lítio proporcionará uma economia considerável em despesas operacionais.

Leia mais sobre as opções de baterias de íons de lítio da Eaton.

UPS com onda senoidal pura

A energia de corrente alternada (AC) não é criada de forma padronizada, e qualquer pessoa que opere equipamentos médicos ou de rede altamente sensíveis sabe disso. Quando uma UPS é operada com bateria de reserva, a corrente elétrica gerada tem formas de onda senoidais puras ou senoidais modificadas. A maioria dos equipamentos de TI pode operar e, na verdade, opera perfeitamente com corrente de onda senoidal modificada. Para equipamentos mais sensíveis, como máquinas de geração de imagens para exames médicos, sistemas de telecomunicações e servidores essenciais para a operação das empresas, o investimento em uma UPS com onda senoidal pura vale a pena, para evitar danos e a perda de eficiência durante a vida útil do equipamento.

UPS expansível e modular

UPSs modulares proporcionam a flexibilidade necessária para expandi-las de acordo com o aumento das suas necessidades de energia. Ao contrário das UPSs convencionais, que requerem a compra de UPSs adicionais ou modelos maiores antecipadamente, os sistemas de UPSs modulares possibilitam desembolsos graduais e proporcionais ao crescimento, para que o seu sistema de proteção de energia jamais impeça o seu desenvolvimento.

UPS com capacidade de rede

Quem tem uma arquitetura descentralizada de proteção de energia sabe a importância de ter uma UPS com recursos de gerenciamento e monitoramento de rede. A possibilidade de ter visibilidade remota de todas as UPSs não é apenas uma questão de conveniência. Trata-se da capacidade de resolver problemas com rapidez, sem perda de tempo deslocando-se de um local para outro.

As placas de conectividade de rede da Eaton foram concebidas como complementos do tipo “plug-and-play”, ou seja, basta conectar e operar, para qualquer UPS da Eaton com capacidade de rede. A adição de uma placa de conectividade permite monitorar a UPS através de uma interface web ou software conectado.

A placa de rede Gigabit da Eaton apresenta recursos aprimorados de cibersegurança, tais como criptografia mais arrojada, política de senha configurável e uso de certificados assinados pela CA e PKI, de acordo com a UL 2900-2-2.

UPS compatível com a TAA

Para aplicações governamentais que exijam produtos fabricados nos EUA, a Eaton oferece uma linha de UPSs compatíveis com a TAA. As UPSs monofásicas e trifásicas compatíveis com a TAA estão disponíveis em uma grande variedade de classificações de energia.

Como saber se você está escolhendo a classe certa de UPS para determinado servidor?

Este breve vídeo mostra que nem todas as UPSs são criadas de forma padronizada e explica como comprar a UPS certa que atenda às suas necessidades no curto e longo prazo.

Deseja saber mais sobre fontes de alimentação ininterruptas?